BLOG

Twitter
Facebook

IMPEACHMENT DE DILMA: A HISTÓRIA SEGUE SUA MARCHA

27/05/2015 | Comentários (0) | Política | Por: Altamir Tojal

Ação por crimes contra finanças públicas e falsidade ideológica é protocolada

Os partidos de oposição PSDB, DEM, PPS e Solidariedade protocolaram nesta terça (26 de maio de 2015) representação junto à Procuradoria-Geral da República para abertura de investigação contra a presidente pela prática de crimes contra as finanças públicas e de falsidade ideológica.

Vale ler a entrevista do jurista Miguel Reale Jr à BBC Brasil: “Esta ação de crimes comuns tem o mesmo efeito do impeachment, que é o afastamento da presidente de suas funções enquanto o processo é julgado, caso seja aceito”. O procurador pode arquivá-la ou encaminhá-la ao STF. Ao encaminhá-la ao STF, os ministros têm que requerer autorização da Câmara para processar a presidente. Dada a autorização por votação com dois terços dos parlamentares, a presidente fica 180 dias afastada do cargo.

Segundo o jurista não há recuo da oposição quanto ao impeachment. “Foi uma questão de estratégia, de saber qual era o melhor caminho neste instante. Muito pelo contrário, o processo criminal é mais grave do que o impeachment". Esta ação não impede os pedidos de impeachment, que poderão ocorrer a partir das investigações da Operação Lava Jato.

LINK PARA A ENTREVISTA.



Comentários

Nenhum comentário para esse post.
Deixe seu comentário agora.

Campos marcados com * são de preenchimento obrigatório

Digite os caracteres da imagem no campo abaixo

ESTE MUNDO POSSÍVEL © | Todos os direitos reservados.
Todos os textos por Altamir Tojal, exceto quando indicado.
Antes de usar algum texto, consulte o autor.